Vendem-se máscaras

Todos usamos máscaras. E não são poucas. Temos uma estante cheia delas, e usamos várias, todos os dias. No trabalho colocamos nossa máscara de seriedade e dedicação. Na escola colocamos nossa máscara de autoconfiança, e essa vem com um sorriso simpático bem grande. Chegamos em casa, e antes de entrarmos já colocamos nossa máscara de inocência, para que ninguém desconfie das besteiras que fizemos na última noite.

It’s all about the exposure.

Fingimos simpatia, fingimos antipatia. Forçamos uma amizade por mero interesse, e dizemos ser quem não somos só para impressionar. Temos máscaras de “bobinho inocente” e de “esperto e traiçoeiro”. E já nascemos sabendo quando devemos usar cada uma delas. Quando escutamos um “eu te amo”, imediatemante colocamos nossa máscara de “eu também” para não quebrarmos o clima.

Nos camuflamos automaticamente, e ao contrário do que muitos pensam, se camuflar não é fraqueza de personalidade. É uma questão de sobrevivência. Somos como camaleões, mas o que muda é a nossa personalidade, e não nossas cores. Só queremos nos encaixar, e achar o lugar certo. Um lugar onde poderemos esquecer as máscaras, e desocupar a nossa estante.

E se você leu tudo isso pensando que não é assim, tome cuidado! A máscara de “Politicamente Correto” que você está usando, pode estar te impedindo de enxergar. Porque a vida, meus amigos, é só atuação.

Vitor Martins comprou máscaras novas.

38 Responses to “Vendem-se máscaras”


  1. 1 @aboutgik janeiro 26, 2010 às 11:13 am

    Não precisa nem de comentário, você já disse tudo.

  2. 3 gabi janeiro 26, 2010 às 11:14 am

    A vida é uma peça de teatro que não se permite errar nos ensaios.
    Camaleões da sociedade, ótimo txto;
    :)

  3. 4 maria elis janeiro 26, 2010 às 11:20 am

    estou precisando de máscaras novas também, as minhas já estão ‘babadas’ ;~

  4. 5 Letícia janeiro 26, 2010 às 11:21 am

    Você é foda Vitor, só isso.

  5. 6 @thaitw janeiro 26, 2010 às 11:30 am

    vou comprar umas novas também, adorei *-*

  6. 7 @Ricardhot janeiro 26, 2010 às 11:55 am

    Gostei, acho que é bem assim mesmo, não é questão de ser falso, duas caras e tal, mais acho que pra cada lugar, um modo de agir deve Coincidir com o local né, você não vai para uma igreja , igual vai numa balada né? Gostei está de parabéns!

  7. 8 @sgnogueira janeiro 26, 2010 às 12:00 pm

    foda, como sempre :D

  8. 9 Danii janeiro 26, 2010 às 12:33 pm

    ééé, isso é fatoo’
    aoskaposkasokssoka’
    todo mundo tem umaa ‘

  9. 10 La janeiro 26, 2010 às 12:36 pm

    af, Vitor, pra quê escrever tão bem? ):
    HEAUHEAUHAEUHAEUAEHUEAUAEHUEAH
    super concordo com o texto :B

  10. 11 Bella janeiro 26, 2010 às 1:27 pm

    Odeio qdo está certo

  11. 12 Sofia Neves janeiro 26, 2010 às 2:34 pm

    Nem é questão de ser falso, é uma coisa automática (?) que todo mundo faz pra não se dar mal. Afinal se todo mundo resolvesse mostrar o que realmente estão sentindo, estaríamos num desastre ainda maior do que estamos hoje, é. .__.
    Tchau você (:

  12. 13 Má David janeiro 26, 2010 às 2:38 pm

    “Só queremos nos encaixar, e achar o lugar certo. Um lugar onde poderemos esquecer as máscaras, e desocupar a nossa estante.”

    É o que todos nós buscamos a vida inteira. Nem todo mundo acha. E alguns poucos tem uma sorte maior: eles não precisam achar um lugar, porque eles cruzam com alguém que consegue ver através de todas as suas máscaras. E parece a coisa mais assustadora do mundo.

  13. 14 @lets_r janeiro 26, 2010 às 3:28 pm

    pela primeira vez (?) não tenho o que comentar e DDD:
    disse tudo q as pessoas não assumem.

  14. 15 Tamiris janeiro 26, 2010 às 3:43 pm

    Não consigo mais comentar nos seus posts. São muito complexos e profundos pra mim. -qq bjs

  15. 16 Carenn Rodrigues janeiro 26, 2010 às 4:00 pm

    Vitor,concordo com você em partes,ás vezes usar essas máscaras e muito cansativo e pode causar a sensação de opressão…Ultimamanete tenho experimentado dizer tudo o que penso e não disfarçar nenhuma reação ,e isso me causou alguns probleminhas…rs mas foi maravilhoso poder ser completamente sincera sem temer a censura…Existem máscaras que usamos para não ofender e magoar as pessoas,existem máscsras que usamos para causar uma boa impressão,mas a única máscara eu não e aceitável usar e a máscara da face dupla.Falsidade pra mim e imperdoável…
    Prefiro lançar palavras ao ventoe arrumar tumultos e discussões do que ficar a vida inteira usando máscaras desnecessárias e acabar me tornando uma pessoa falsa.
    Amei o seu post,você é muito inteligente!!!]
    E só pra constar:Eu ODEIO máscara…rs

  16. 17 Suellen janeiro 26, 2010 às 4:25 pm

    “Nos camuflamos automaticamente, e ao contrário do que muitos pensam, se camuflar não é fraqueza de personalidade. É uma questão de sobrevivência”

    Sobreviver por cima da atualidade hoje é muito dicficl, se não caminharmos no ritimo dela, não sobrivivemos .

  17. 18 Luiza janeiro 26, 2010 às 4:59 pm

    esse Victor foi o seu MELHOR texto na minha opiniao . adoreeeei

  18. 19 Renata Pádua janeiro 26, 2010 às 5:12 pm

    aaaaaaah vitor,seus posts são mt fodas, muuito mesmo

  19. 20 Hey be! janeiro 26, 2010 às 5:14 pm

    Outra vez o Vítor está me fazendo pensar sobre… tudo.Essa coisa de máscaras é bem verdade, eu só preciso me convencer disso.

  20. 21 M. janeiro 26, 2010 às 5:17 pm

    Ai, para de jogar verdades ruins na nossa cara, a minha mascara de politicamente correta acabou de cair, vou botar a máscara de maria do bairro agora e falar o que todas as outras falam tanto: viiiiits te amo, vc é foda e escreve muito!. hehe :}

  21. 22 @CeciliaMaciel janeiro 26, 2010 às 5:30 pm

    Porque você joga as verdades na nossa cara Vitor? Eu tava bem usando a minha mascara de ‘menina certa’ mais tudo bem, todos usamos mascaras, usamos ate quando estamos sozinhos, pra poder se enganar, de que esta tudo bem, ou de vai melhorar. Mais não é assim. Vou ali comprar a minha mascara de ‘prometo nunca mais chorar por você’ e tentar ser feliz. A-DO-REI o texto Vitor, parabéns, mil vezes parabéns *-*

  22. 23 Sarah janeiro 26, 2010 às 8:57 pm

    Vs pode tirar todas as suas mascaras,mas nunca tire a de escritor.

  23. 24 Bella janeiro 26, 2010 às 9:26 pm

    Isso tudo é a mais pura verdade, e o pior disso tudo é que como tudo tem sua excessão essa das máscaras também tem uma. O que acontece quando tiramos? Isso não acontece sempre, mas quando acontece, o que fazer? O que pensar? Odeio momentos em que as máscaras cai, porque para o ser humano é mais fácil acreditar numa mentira, numa ilusão, do que acreditar na realidade e na verdade, pois todo mundo sabe que a verdade pode doer.

  24. 25 Paulinha janeiro 26, 2010 às 10:41 pm

    Tenso esse texto ein ._. Acho válido né, o que você disse sobre termos máscaras para cada ambiente em que vivemos. Mas sei lá, não diria uma máscara de politicamente correto para quem não acredita muito nisso poxa. Afinal, não sou politicamente correta, rs.
    Beijinhos.

  25. 26 Franciele janeiro 26, 2010 às 10:49 pm

    totalmente certo o Vitor , nao preciso nem falar nada :~
    eu curtii pak’s ><

  26. 27 Maria Rúbia janeiro 26, 2010 às 11:45 pm

    Nossa, acho que esse é um dos seus melhores textos para o infinito.
    Não sei nem o que falar. Só que… concordo. Já falaram o suficiente aí em cima…

    e “Não consigo mais comentar nos seus posts. São muito complexos e profundos pra mim. -qq bjs” [2]

  27. 28 Cecilia janeiro 27, 2010 às 2:41 am

    odeio o fato dos seus posts sempre me fazerem pensar, é -q

  28. 29 Nicole janeiro 27, 2010 às 12:18 pm

    Não concordo.

    Não sei como falar isso. Mas a gente não muda no trabalho, ou na escola. Eu, pelo menos, sou a mesma pessoa quieta em todos.. Acho que você não muda para o ambiente e, sim, para as pessoas.

    Digamos que você não goste do trabalho, você quer se ver longe dali o mais rápido possível, por isso se vê deprimido e é capaz de se dedica nesse tempo de “deprimissão” AIUHEUIAHEUIAE
    Digamos que você ame seus amigos. Numa tarde de sol no domingo você sai com eles e concerteza demonstra sua felicidade.
    Sobre o “eu te amo”, ali, achei super falso, é. Você não diz a uma pessoa que a ama se não ama, e isso não é uma máscara.

    Mas é isso aí, são apenas algumas palavrinhas rs..
    Lindo post, Vitor.

    A pessoa do grilo que fala, a falar.

  29. 30 Giu janeiro 27, 2010 às 2:57 pm

    Vits, obg por existir rs :)

  30. 31 Alessandra Martins janeiro 27, 2010 às 10:37 pm

    Vits, em primeiro lugar, esse post foi muito muito bom e talvez até um dos melhores ‘-‘

    E dois:
    Eu não acho que nós tenhamos máscaras, a não ser quando queremos nos tornar literalmente outra pessoa. Acho que nós temos botõeszinhos. E usamos conforme o ambiente, porque veja, o difício é conviver e não apenas viver ‘-‘
    Enatão e gente o regulariza para se encaixar com o resto da população.
    É que eu acho que máscara é algo que não é nosso, e podemos tirar de nós se não quisermos. Botõezinhos são algo nosso que equalizamos.

    TCHARAM! :D

  31. 33 E.L.D janeiro 28, 2010 às 8:44 am

    Obrigado pela palavra d sabedoria.

  32. 34 Anônimo RS janeiro 30, 2010 às 2:00 pm

    ~MOMENTO GRAMÁTICA~

    Voz passiva sintética ou pronominal:
    *VendeM-se máscaras. (Sujeito concorda com o verbo em número e pessoa)

    Correlação à voz passiva analítica:
    Máscaras são vendidas. (Sujeito concorda com o verbo em número e pessoa)

    ~FIM DO MOMENTO GRAMÁTICA~

    belo post :D

  33. 35 Julic janeiro 30, 2010 às 4:27 pm

    Wow, vc é bom.

  34. 36 Antonella fevereiro 4, 2010 às 12:40 am

    Vítor, você é divo. post perfeito

  35. 37 Mari S. fevereiro 6, 2010 às 2:09 pm

    Tudo o que você disse esta certo. Tanto que a música que eu mais gosto da pitty é exatamente máscara (tira a máscara que cobre o seu rosto…). Como você disse máscaras não são exatamente falhas de caráter, as vezes marcam personalidades ou escondem, de pessoas que n precisam saber, os seus sentimentos. Agora saindo do assunto, como você conseguiu tanta coragem pra botar tudo em um blog? Inclusive sua meio que despedida do FFV? Eu sempre pensei em fazer um blog porque uma das coisas que eu mais amo é escrever, e bom, eu não tenho onde publicar textos, no entanto, sempre tive aquele receio, e se ninguem der bola, e se ninguem concordar, e se…
    Muito legal você sabe o que dizer, como dizer


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




Heartbreaker

Vitor Martins, 20, Rio de Janeiro

Gosto de All Time Low, pizza, filmes de final previsível e acho que Cory Monteith é uma das melhores coisas que já inventaram nos últimos tempos. Odeio gente comprometidona, e celebridades escrotas, tipo Taylor Momsen.

Arquivo

Status?

  • 99.413 visitas

%d blogueiros gostam disto: